Polícia

Oito são detidos por estupros de vulneráveis na Baixada Santista

Capturas fizeram parte de operação da Delegacia Seccional de Santos, que deteve 251 pessoas. Foram retirados de circulação mais de 236 quilos de drogas e três armas de fogo durante a ação

28 FEV 2018 Por Gilmar Alves Jr. 19h:41
Entre as drogas havia maconha, cocaína, crack, haxixe e lança-perfume Entre as drogas havia maconha, cocaína, crack, haxixe e lança-perfume / Rodrigo Montaldi/DL

A Polícia Civil capturou ao menos oito homens suspeitos de estupros de vulneráveis (menores de 14 anos) durante uma operação contra crimes diversos deflagrada nas cidades de Santos, São Vicente, Praia Grande, Cubatão, Guarujá e Bertioga. Durante a ação, que durou 24 horas, a partir das 11 horas de terça-feira (27), 251 pessoas foram detidas no total.

O número de capturas por estupros de vulneráveis reflete um aumento de denúncias na Baixada.

"A gente está percebendo que a informação (sobre como denunciar) está chegando tanto para os pais quanto para as crianças. Então elas estão mais orientadas, estão mais atentas e percebendo qualquer situação diferente ela está fazendo esta denúncia, ela está denunciando o abuso", afirmou a delegada Fernanda dos Santos Souza, titular da Delegacia de Defesa da Mulher (DDM) de Santos na tarde desta quarta-feira (28), durante a apresentação do balanço da operação, no Palácio da Polícia.

De acordo com Fernanda, normalmente o estuprador é uma pessoa próxima da vítima. São muitos casos cometidos por padrastos, vizinhos e companheiros das avós das vítimas, segundo ela.

Meninas com menos de seis anos são os principais alvos deste tipo de crime, ainda conforme a titular da DDM.

Questionada sobre locais com maior incidência deste tipo de abuso, a delegada afirmou que, em Santos, por exemplo, o delito está espalhado. "Não tem um bairro, não tem uma zona, é muito diversificado", afirma.

Fernanda reforçou que pais devem ter muita atenção com o perfil de quem ficará eventualmente sozinho com a criança na ausência deles e "tomar conhecimento pleno da idoneidade da pessoa".

O delegado seccional, Manoel Gatto Neto, apresentou os resultados com as delegadas da DDM (à direita) e da Diju (Foto: Rodrigo Montaldi/DL)

Roubos e tráfico

De acordo com dados apresentados pelo delegado Manoel Gatto Neto, seccional de Santos, a operação combateu quadrilhas do tráfico apreendendo 236 quilos de drogas, entre maconha, cocaína, crack, haxixe e lança-perfume.

A blitz também retirou de circulação três armas de fogo. Uma destas armas foi apreendida no Morro Monte Serrat, na casa onde mora uma acusada de assalto que tinha contra si mandado de prisão. A capturada é Suellen Machado dos Santos, de 29 anos, que foi filmada por câmeras de monitoramento de uma farmácia durante assalto em 25 de janeiro, agindo com um homem, que ainda é alvo de buscas. O esclarecimento do caso e a prisão de Suellen foram feitos por policiais do 2º Distrito Policial de Santos (Jabaquara), que agiram sob o comando do delegado titular, Francisco Garrido Fernandes, e do investigador-chefe, Marcos Pina.

Em Praia Grande, na Vila Antártica, policiais da Delegacia de Investigações Gerais (DIG) de Santos prenderam Thais Satiro dos Santos Gonçalves dos Passos, de 29 anos, acusada de envolvimento em um ataque a caixas eletrônicos da Caixa Econômica Federal. Ela teve a prisão decretada em uma investigação da Polícia Federal (PF).

A ação da DIG foi feita sob o comando do delegado Luiz Ricardo de Lara Dias Júnior, titular da especializada, e do investigador-chefe, Paulo Carvalhal.

Adolescentes

Titular da Delegacia da Infância e da Juventude (Diju), a delegada Rita de Cássia Garcia Mendez Almeida afirmou durante o balanço da operação que nos últimos meses aumentou a participação de meninas em crimes como tráfico de drogas e roubo. "Infelizmente a gente está vendo que os menores (de modo geral) estão se envolvendo cada vez mais na prática desses atos infracionais, com violência inclusive", disse.

Deixe seu Comentário

Leia Também

©2018 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.
Plataforma