Polícia

Justiça converte em preventiva prisão de motorista que atingiu e matou grávida em PG

Teste do bafômetro apontou que o motorista estava embriagado

26 SET 2018 Por Gilmar Alves Jr. 17h:31
Bianca Rocha Silva morreu aos 16 anos Bianca Rocha Silva morreu aos 16 anos / Reprodução

A Justiça converteu a prisão em flagrante do motorista que atingiu e matou uma grávida de 16 anos em Praia Grande em preventiva. Emerson Prissebam da Silva, de 23 anos, foi submetido a uma audiência de custódia no Fórum de Santos.

A vítima fatal, Bianca Rocha Silva, estava na garupa da moto do namorado, uma Honda CG, quando foi atingida pelo carro conduzido por Silva, na Via Expressa Sul, no Jardim Esmeralda, durante a madrugada de terça-feira (25). Ele ainda atingiu, na sequência, uma outra moto onde estava um casal de amigos de Bianca e do namorado, também em uma Honda CG.

Silva, que conduzia um Celta, deixou o local do acidente, mas foi localizado pela Polícia Militar. Teste do etilômetro apontou embriaguez ao volante, com 0,94 mg/l de álcool por litro de ar expelido. Bianca foi internada no Hospital Irmã Dulce, em Praia Grande, e morreu na manhã desta quarta-feira.

O companheiro de Bianca tem 17 anos e, portanto, não tinha Carteira Nacional de Habilitação (CNH). Ele deixou o local do acidente e ainda não se apresentou à polícia até a tarde desta quarta.

O condutor da segunda moto atingida teve lesões leves e a companheira dele foi hospitalizada, mas já teve alta.

Sob forte comoção, o corpo de Bianca foi sepultado na tarde desta quarta-feira (26) no Cemitério Campo da Paz Celestial, no Jardim Rio Branco, na Área Continental de São Vicente.

Defesa

A assessoria de imprensa do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP) não informou à Reportagem quem defende Silva pelo caso estar sob segredo de Justiça.

Deixe seu Comentário

Leia Também

©2018 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.
Plataforma