Mundo

Autoridade tributária de NY investiga acusações de fraude contra Trump

O republicano teria recebido o equivalente a pelo menos US$ 413 milhões em valores atualizados do império imobiliário criado pelo pai, Fred Trump

3 OUT 2018 Por Folhapress 22h:50
Autoridade tributária de Nova York investiga as acusações de fraude contra Donald Trump Autoridade tributária de Nova York investiga as acusações de fraude contra Donald Trump / Associated Press

O departamento estadual de impostos de Nova York informou, na noite de terça-feira (2), que abriu uma investigação sobre as acusações de que o presidente Donald Trump e família teriam construído suas fortunas a partir de evasão fiscal. A decisão foi tomada em resposta a uma extensa reportagem do jornal The New York Times publicada nesta terça.

Segundo o Times, o republicano recebeu o equivalente a pelo menos US$ 413 milhões (cerca de R$ 1,62 bilhão) em valores atualizados do império imobiliário criado pelo pai, Fred, disfarçados de doações para empresa de fachada criada por ele e pelos irmãos.

James Gazzale, porta-voz do departamento de impostos de Nova York, disse que o órgão estava revisando as alegações contidas na reportagem do Times e estava "vigorosamente perseguindo" todas as vias apropriadas de investigação.

Pelas leis de Nova York e federais, não há limitação para investigar casos de impostos envolvendo civis se as autoridades suspeitarem da intenção de evasão fiscal. Normalmente, as atividades atribuídas pelo jornal a Trump seriam muito antigas para levar a um inquérito criminal.

Nesta quarta, o republicano atacou o jornal, escrevendo em rede social que "o fracassado New York Times fez algo que eu nunca tinha visto antes."

"Eles usaram o conceito de 'valor do dinheiro no tempo' para fazer uma reportagem muito velha, chata e sem novidades sobre mim. Além disso, isso significa que 97% das histórias deles sobre mim são ruins. Nunca se recuperaram da aposta ruim da eleição", afirmou.

Na noite de terça, em comunicado, a secretária de imprensa da Casa Branca Sarah Huckabee Sanders disse que "Fred Trump morreu há quase 20 anos e é triste testemunhar esse ataque enganoso contra a família Trump pelo fracassado New York Times."

Ela acrescentou que, "muitas décadas atrás, a IRS (Receita Federal americana) revisou e ratificou essas transações".

Segundo a reportagem do Times, o pai do presidente ajudou financeiramente o republicano ao longo da vida. O jornal identificou 295 fontes de receita que Fred Trump criou ao longo de cinco décadas para enriquecer o filho. Na maioria dos casos, os outros quatro irmãos de Donald Trump se beneficiaram igualmente.

O Times diz que Trump e seus irmãos criaram uma empresa de fachada para encobrir o recebimento de milhões de dólares em doações de seus pais, conforme mostram entrevistas e registros, parte dos quais foram anexados à reportagem.

Trump teria ajudado o pai a deduzir indevidamente da declaração de renda milhões de dólares. Ele também teria contribuído na formulação de uma estratégia para desvalorizar os bens imobiliários de seus pais em centenas de milhões de dólares, reduzindo drasticamente o valor do imposto incidente quando essas propriedades foram transferidas a eles e seus irmãos.

O jornal diz que as manobras não encontraram resistência dentro da Receita Federal americana. Fred e a mãe de Trump, Mary, transferiram mais de US$ 1 bilhão (R$ 3,93 bilhões) de sua fortuna para os filhos.

Isso deveria ter gerado um imposto a pagar de ao menos US$ 550 milhões (R$ 2,16 bilhões), conforme alíquota de 55% imposta em doações e heranças, afirma o Times. Os Trump pagaram um total de US$ 52,2 milhões (R$ 205,1 milhões), ou uma alíquota de 5%, de acordo com registros.

Deixe seu Comentário

Leia Também

©2018 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.
Plataforma