Esportes

Comitiva japonesa de judô visita o Museu Pelé

objetivo principal da visita é difundir o projeto de judô nas escolas públicas do Brasil, com um olhar na questão pedagógica e não no alto rendimento, conforme explicou Rafael Borges, do IK do Brasil.

10 MAR 2018 Por Da Reportagem 17h:32
O Japão assinou, em junho de 2017, acordo bilateral com o Brasil para intercâmbio de professores da arte marcial, com vistas ao aperfeiçoamento técnico. O Japão assinou, em junho de 2017, acordo bilateral com o Brasil para intercâmbio de professores da arte marcial, com vistas ao aperfeiçoamento técnico. / Divulgação/Assessoria de Imprensa

O Museu Pelé foi o equipamento escolhido para visitação, na única tarde livre da delegação oficial de judô do Japão, que nesta sexta-feira (9) pela manhã esteve em Praia Grande, em missão governamental. A convite da representação brasileira do Instituto Kondokan (IK), Hirotaka Okada e Hiroya Igarashi, professores da Universidade de Tsukuba, e Kiichi Watanabe, da Sport for Tomorrow, programa do governo japonês, chegaram ao Brasil na última terça-feira (6).

O objetivo principal da visita é difundir o projeto de judô nas escolas públicas do Brasil, com um olhar na questão pedagógica e não no alto rendimento, conforme explicou Rafael Borges, do IK do Brasil. Sede dos jogos olímpicos de 2020, o Japão assinou, em junho de 2017, acordo bilateral com o Brasil para intercâmbio de professores da arte marcial, com vistas ao aperfeiçoamento técnico.

No semestre passado, profissionais brasileiros permaneceram um mês no Japão com a missão de compartilhar as experiências com outros instrutores e, agora, o País recebe o grupo estrangeiro para capacitação técnica. Eles viajaram graças a suporte oferecido pela unidade brasileira do IK e do Consulado do Japão.

O grupo, que retorna na próxima terça-feira (13) ao Japão, já realizou atividades com professores de São José dos Campos, Mogi das Cruzes -  cidade considerada um dos principais nascedouros do judô no Estado - e Praia Grande. Neste sábado, haverá workshop em São Paulo e, no domingo, a comitiva irá à cidade paulista de Bastos.

PERSONALIDADE - Medalhista de bronze nos Jogos Olímpicos de Barcelona (1992), bicampeão mundial em 1987 e 1991, Hirotaka Okada nasceu em 1967 na região central do Japão. Ele também venceu os Jogos da Ásia de Pequim (1990) e o Goodwill Games, realizado em Seattle (1990).

Árbitro internacional, o kodansha (8º dan) é ainda professor associado da Faculdade de Educação Física da Universidade de Tsukuba, mestre especialista em treinamento de judô, técnico da equipe principal de judô da Universidade de Tsukuba e professor da equipe infantil da cidade de Tsukuba.

Deixe seu Comentário

Leia Também

©2018 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.
Plataforma