Cotidiano

Forças-tarefas devem ser realizadas para coibir furto de fios em Praia Grande

Reuniões com autoridades da área de Segurança devem debater as ações

9 OUT 2018 Por Da Reportagem 19h:50

Preocupadas em solucionar um problema que tem como principal consequência o prejuízo à própria população de Praia Grande, autoridades da área de Segurança Pública devem realizar reuniões com foco em evitar o furto de fios de energia. Entre os assuntos que serão discutidos está a realização de forças-tarefas em estabelecimentos que comercializam o produto.

Recentemente, em uma reunião que contou com a presença de representantes das polícias Militar e Civil, além da Guarda Civil Municipal e Secretaria de Trânsito, o assunto foi abordado. O secretário de Assuntos de Segurança Pública, José Americo Franco Peixoto, pediu atenção ao problema. “Quem fica com o prejuízo é a população que fica sem iluminação e equipamentos como as câmeras de segurança do Município deixam de funcionar. Estamos atentos ao problema e dispostos a resolvê-lo”.

O secretário afirmou ainda que, em muitos casos, as câmeras não apenas registram o crime como também já foi possível prender alguns acusados de danificar as estruturas ou até mesmo do furto em si, tornando possível a prisão em flagrante. “Já temos uma relação dos locais e horários mais críticos e já estamos em contato também com as polícias Militar e Civil. A ideia é realizar operações força-tarefa em estabelecimentos que eventualmente comprem esse tipo de material”.

Denúncia -De acordo com Peixoto é importante ainda que a população denuncie ao perceber algum tipo de movimentação suspeita próximo aos postes e caixas de energia, já que nem sempre a ação se dá de uma vez. Isso pode ser feito pelos telefones 153, da Guarda Civil Municipal, ou 190, da Polícia Militar.

Praia Grande conta com um moderno parque tecnológico com mais de 2 mil câmeras de monitoramento, modernos softwares e investimento maciço em tecnologias voltadas à Segurança Pública.

Deixe seu Comentário

Leia Também

©2018 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.
Plataforma